sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Enjaulada


Deveria voltar Amor. Mas não.
Seu curso foi contido pelas grades
avaras das invejas e vaidades
que envolviam seu tolo coração.
Então, dele saiu o mar da lama
mais fedorenta havida no planeta:
a que brota do fundo na gaveta
onde o orgulho deforma a alma humana.
Mas o amor recebido a fez feliz?
Jamais o conheceu, porque o gradil
que a proíbe de dar também rechaça,
com facas afiadas e fuzis,
todo sorriso ou olhar doce e gentil
que a ameace de algum prazer ou graça.

Nenhum comentário: