segunda-feira, 12 de setembro de 2011

A.


Tão leve era
que se tornou vento.

De cada jardim na cidade
pétalas foram voar com ela.



A fé e a reza
da família me confirmam:

é da humana lágrima
que um deus se alimenta.

Nenhum comentário: