terça-feira, 11 de agosto de 2009

Âmago


Escorre o tempo,
                fogem as horas,
                                morrem os dias ...

Mas por dentro,
é sempre o mesmo:
               é sempre o rio cíclico a correr sobre as pedras doloridas.


Nenhum comentário: