quinta-feira, 30 de abril de 2009

Máscaras


Por ti, vesti uma fantasia.
E era tanto fingimento
que até eu me convencia
quando sendo.

Por isso, nem me alegro
se lembro dos momentos
em que o gozo foi sincero;
o prazer era da máscara,
nem era eu quem lá estava.

Nenhum comentário: