segunda-feira, 20 de abril de 2009

Crepúsculos


Olhava o horizonte derretendo
tons vermelhos ou serenos
num painel que me lembrava
todo o tempo e cada instante
de alegria e de agonia
que tivemos.

E hoje não te resta mais no céu
nenhuma tonalidade:
és só lembrança tácita,
nem fria nem quente,
da luz velha indo embora,
após um fim de tarde.

Nenhum comentário: